Skip to Main content Skip to Navigation
Journal articles

E se os esportistas que se dopam quisessem "fazer direito"?

Résumé : Este artigo se apresenta como uma contribuição para a sociologia do doping, propondo uma nova abordagem. Trata-se, em primeiro lugar, de expressar reservas sobre a sociologia que reduz as práticas de dopagem às decisões individuais ou as consequências de jogos de dominação, para assumir a complexidade e variabilidade, convidando-o a tomar como sujeito às incertezas dos atletas e as discussões coletivas que realizam. Além disso, propomos uma metodologia proveniente das últimas avanços da sócio-informática, para analisar 244.417 mensagens deixadas por usuários em listas de discussão . Este estudo ajuda a entender como os atletas podem duvidar mobilizar alguns recursos para aumentar sua incerteza, discutir, desacreditar seus oponentes, especialmente quando são médicos. A última seção apresenta algumas sugestões e perguntas sobre a possibilidade de construção de uma nova metrologia para captar mudanças nas práticas de doping..
Complete list of metadatas

https://hal-univ-paris10.archives-ouvertes.fr/hal-01468712
Contributor : Administrateur Hal Nanterre <>
Submitted on : Wednesday, February 15, 2017 - 4:43:22 PM
Last modification on : Wednesday, August 5, 2020 - 3:14:15 AM

Links full text

Identifiers

Citation

Patrick Trabal. E se os esportistas que se dopam quisessem "fazer direito"?. Movimento, Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Brasil, 2013, 19 (4), pp.11-43. ⟨10.22456/1982-8918.41901⟩. ⟨hal-01468712⟩

Share

Metrics

Record views

167