Skip to Main content Skip to Navigation
Journal articles

A Psicanálise como paráfrase política: École Freudienne de Paris e a etificaçao da teoria lacaniana

Résumé : Em grande medida, os estudos sobre a constituiç~ao do arcabouço teórico do lacanismo têm~ocorrido ao largo do exame de sua historicidade. Essa negligência reforça o ocultamento do processo~social que levou a produç~ao lacaniana a uma profunda integraç~ao entre a formalizaç~ao e a etificaç~ao da~teoria. Esse processo n~ao pode ser compreendido sem a contextualizaç~ao crítica da conjuntura política~que cercou a proposta e a existência da École Freudienne de Paris (EFP), fundada por Lacan, em 1964.~A estreita convivência com os jovens militantes dos grupos da esquerda extraparlamentar da época,~notadamente os maoístas, e a assimilaç~ao de suas problematizaç~oes fizeram do pensamento lacaniano~e da EFP o espaço de objetivaç~ao de um discurso movido pela paráfrase política e seus efeitos de~engajamento. Este artigo pretende expor as linhas de estruturaç~ao político-social dos conceitos forjados~por Lacan, em meio à instituiç~ao e à consolidaç~ao de sua Escola.
Document type :
Journal articles
Complete list of metadatas

https://hal-univ-paris10.archives-ouvertes.fr/hal-01638744
Contributor : Administrateur Hal Nanterre <>
Submitted on : Monday, November 20, 2017 - 11:12:15 AM
Last modification on : Thursday, February 20, 2020 - 2:28:54 PM

Links full text

Identifiers

Citation

Nilton Ken Ota. A Psicanálise como paráfrase política: École Freudienne de Paris e a etificaçao da teoria lacaniana. Trans/Form/Ação, Universidade Estadual Paulista, 2016, 39 (4), pp.59--84. ⟨10.1590/S0101-31732016000400004⟩. ⟨hal-01638744⟩

Share

Metrics

Record views

113