De que lugar falamos? Retomando um velho papo sobre o Direito e a Sociologia

Résumé : Os juristas que pretendem realizar estudos sócio-jurídicos devem enfrentar as mutaç~oes e os desafios da sociedade globalizada. O ensino jurídico, destituído de uma vis~ao sociológica, n~ao fornece os instrumentos teóricos necessários para uma reflex~ao sobre o mundo social que ultrapasse as lógicas formais normativas. Este artigo denuncia essas dificuldades ao abordar as relaç~oes conflituais entre o Direito e a Sociologia do Direito, consequência da ironia epistemológica que constituiu a adoç~ao pelos juristas do positivismo filosófico. Se as Ciências Sociais tendem a ignorar o Direito como elemento fundador das práticas sociais, diversos paradigmas sociológicos mobilizaram o Direito como um fio condutor para a explicaç~ao dos fatos e das mudanças sociais. De todos os modos, os pesquisadores desta área devem atentar para a quest~ao da importaç~ao de modelos, utilizando de maneira crítica as teses produzidas pelas sociedades centrais.
Type de document :
Article dans une revue
Revista de Estudos Empíricos em Direito, 2015, 2 (1), 〈10.19092/reed.v2i1.52〉
Liste complète des métadonnées

https://hal-univ-paris10.archives-ouvertes.fr/hal-01648864
Contributeur : Administrateur Hal Nanterre <>
Soumis le : lundi 27 novembre 2017 - 10:08:52
Dernière modification le : mardi 6 mars 2018 - 16:38:02

Lien texte intégral

Identifiants

Collections

EHESS | CTAD | PSL

Citation

Wanda Capeller. De que lugar falamos? Retomando um velho papo sobre o Direito e a Sociologia. Revista de Estudos Empíricos em Direito, 2015, 2 (1), 〈10.19092/reed.v2i1.52〉. 〈hal-01648864〉

Partager

Métriques

Consultations de la notice

30